Início / Notícias / Idosa brasileira é tratada como LIXO na Espanha

Idosa brasileira é tratada como LIXO na Espanha


A aposentada Dionísia Rosa da Silva, de 77 anos, que ficou retida no aeroporto de Barajas, na Espanha, quando tentou entrar no país ao lado da neta, chegou a São Paulo nesta quinta-feira (8). Dionísia pretendia visitar os familiares e estava desde segunda (5) no aeroporto de Madri. A embaixada da Espanha no Brasil disse que Dionísia não pode entrar no país porque a filha dela mora lá em situação ilegal.

“Esses três dias lá foram de amargura. Eu estava agoniada, chateada, não estava comendo, não estava dormindo. Meus braços amanheceram tão fininhos, só tinha pele. Eu disse: ‘meu Deus, estou me acabando nessa prisão’”. A embaixada espanhola no Brasil se defendeu. “O tratamento que as autoridades espanholas dão no aeroporto de Madri, em Barajas, é um tratamento bom, adequado”, disse o conselheiro de negócios da embaixada, Juan José Buitrago.


De acordo com o consulado, que diz ter acompanhado todo o processo, a filha e genro de Dionísia “residem na Espanha de forma ilegal e têm ordem de expulsão”, e, portanto, “não puderam ir a uma delegacia para fazer a ‘carta-convite’ que é exigida para que um estrangeiro que vá se alojar em casa de parentes possa entrar na Espanha”.

Ainda segundo o consulado, “foram oferecidas pelas autoridades espanholas duas possibilidades: ou comprar passagem para volta imediata, ou esperar pelo próximo vôo da Air China (pela qual tinha vindo) dentro de três dias, ou seja, até hoje pela manhã, sem custo adicional. Segundo as autoridades, ela preferiu a segunda opção, e retornou hoje (dia 8) pela manhã.”

O Ministério das Relações Exteriores informou ao G1 que Dionísia não cumpriu com alguns requisitos exigidos pela Espanha a brasileiros que desejam entrar no país, apesar de o visto não ser obrigatório.

Apesar da decisão apenas refletir o que a Espanha já exige dos brasileiros, o governo espanhol reclamou. Madri considerou “injustificadas” e “além do normal” as medidas e informou que tentará revertê-las antes da data de entrada em vigor.

As chances de que isso aconteça, no entanto, são nulas – a menos que a Espanha também mude suas exigências. Até porque o movimento migratório tem mudado: há hoje mais brasileiros voltando para o Brasil do que buscando morar ilegalmente na Espanha. Já no sentido inverso, o governo brasileiro já detecta um número razoável de espanhóis entrando no País como turistas e depois procurando emprego.

O Itamaraty informou que o consulado do Brasil em Madri está acompanhando, desde terça-feira (6), o caso de Dionísia Rosa da Silva, 77, que há três dias está retida no aeroporto de Madri, onde desembarcou na segunda-feira (5), acompanhada da neta Amanda de Oliveira.

Segundo Amanda, os familiares só conseguem falar com a idosa por telefone e estão prepocupado com a sua saúde, pois ela já sofreu um derrame e queixa-se de dores na coluna.

Conforme o Itamaraty, a idosa chega ao Brasil nesta quinta-feira (8). Mas a família diz que não recebeu qualquer informação sobre o retorno dela.

Dionísia partiu com a neta do aeroporto de Cumbica, em São Paulo, no domingo. Avó e neta chegaram em Madri às 8h de segunda-feira. Na hora de passar pela imigração no aeroporto de Barajas as duas foram chamadas por funcionários que, após um interrogatório sobre documentação e local de hospedagem, não liberou a entrada da aposentada, retida desde então no aeroporto.

Sobre Paulo Roberto

Vá para o topo

Fatal error: Call to undefined function wp_pagenavi() in /home/baixa097/public_html/wp-content/themes/jarida/footer.php on line 78